• R: Salvador, 440, Ed. Soberane - Torre Corporate, 11º andar- Adrianópolis
  • Av. Coronel Teixeira, 6225 | Britannia Park Offices | 6o andar | sala 603 | Ponta Negra (Em breve)
  • (92) 3233-5555, (92) 98118-1168
  • Seg a sex: 12:30h às 20h Sáb 08:00 às 12h e 13:00 às 17h

Blog

Lentes intraoculares em cirurgia de catarata: como escolher?

Conheça os tipos de lentes para cirurgia de catarata.

Doença que afeta o cristalino e mais comum entre os idosos, a catarata é uma doença que pode ocasionar a perda da visão se não for tratada. No entanto, as chances de cura são elevadas e casos de cegueira são sempre reversíveis com a cirurgia de catarata.

E para que você entenda tudo sobre este assunto, é só continuar a leitura do nosso artigo. Vamos lá?

Você pode se interessar por:

– Catarata: como saber a hora de procurar um oftalmologista?

Quando a cirurgia de catarata é indicada?

Pessoas acima dos 55 anos estão mais propensas a desenvolver essa condição, por hereditariedade ou por influência de fatores externos. O que acontece no corpo é o seguinte: a lente natural dos olhos, chamada de cristalino, é a responsável pela formação das imagens. Uma película esbranquiçada começa a se formar e dar um aspecto de nuvem ao redor dos olhos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde – OMS, a doença é responsável por aproximadamente 50% dos casos de cegueira principalmente entre a população idosa. A visão pode ou não ser afetada pela catarata, que pode ser revertida com diagnóstico e tratamento adequado.

Se a cirurgia de catarata for a alternativa sugerida para o seu caso, é provável que o cristalino seja substituído por uma lente artificial para reparar o problema.

Como é a cirurgia de catarata?

Com duração média de 30 minutos, dependendo do grau de avanço da doença, a cirurgia de catarata é um procedimento indolor, feito com anestesia local. É removido o cristalino opaco (envelhecido) usando uma técnica chamada facoemulsificação, por meio de uma pequena incisão no olho, seguida do implante de uma lente intraocular artificial.

Quais são os tipos de lente da cirurgia de catarata?

Os avanços da tecnologia na medicina possibilitaram que as lentes sejam flexíveis e melhor se ajustem ao órgão para um resultado melhor e mais confortável.

MONOFOCAIS ESFÉRICAS

É a mais simples entre todas as lentes. Ela foca os raios de luz em um único ponto e não corrige grau, ela apenas substitui o cristalino que foi removido do olho. Depois da cirurgia, o paciente volta a usar seus óculos de grau normalmente.

MONOFOCAIS NÃO TÓRICAS

É um dos modelos mais comuns utilizados atualmente, proporcionam uma boa visão apenas para longe. Depois do procedimento, é normal que o uso de óculos para perto seja necessário.

MONOFOCAIS TÓRICAS

Oferecem aos pacientes astigmáticos a solução mais próxima da visão natural, melhorando significamente a sua qualidade de vida. São de alta tecnologia e conseguem corrigir casos de pacientes com astigmatismo por ter uma curva diferenciada. Este é um tipo de lente que melhora a visão para longe e, assim como no caso anterior, óculos para enxergar de perto podem ser necessários.

MULTIFOCAIS

Como o próprio nome já diz, corrige a visão de longe e de perto para maior independência visual do paciente.

MULTIFOCAIS TÓRICAS

Corrige a visão de longe e de perto. São lentes indicadas para os pacientes que apresentam grau médio ou alto de astigmatismo.

TRIFOCAIS

As lentes intraoculares trifocais oferecem a possibilidade de enxergar claramente em todas as distâncias (Longe, intermediária e perto). Seu grande diferencial é ter a melhor visão intermediária, indicada para pessoas que realizam tarefas diárias como o uso do computador em sua rotina.

QUAL A MELHOR OPÇÃO PARA MIM?

Quando a sua visão está em jogo, você quer a melhor opção de tratamento possível. Consulte sempre um especialista para avaliar qual a melhor opção certa para você.

 

Gostou do nosso conteúdo? No artigo você aprendeu que a cirurgia de catarata é muito simples e com baixo risco de complicações. Viu também que as lentes são o melhor recurso para quem passa pelo procedimento, recomendadas apenas pelo especialista após alguns exames específicos serem realizados. E já que estamos falando sobre esse assunto, que tal agora ler sobre:

– Cirurgia de catarata: 7 mitos e verdades sobre os cuidados após o procedimento

 

Escreva um comentário