• R: Salvador, 440, Ed. Soberane - Torre Corporate, 11º andar- Adrianópolis
  • Av. Coronel Teixeira, 6225 | Britannia Park Offices | 6o andar | sala 603 | Ponta Negra (Em breve)
  • (92) 3233-5555, (92) 98118-1168
  • Seg a Sex: 13h às 20h30 Sáb: 08h às 12h

Blog

Retina dos olhos: as 3 doenças mais comuns e seus sintomas

retina dos olhos

As doenças da retina são degenerativas e necessitam de tratamentos específicos. Você sabe quais são as três mais comuns? Confira no artigo quais são os sintomas clássicos, qual faixa etária é mais afetada, com que frequência e quais os tratamentos oferecidos pelo Julia Herrera.

Você pode se interessar por:

Não consegue enxergar de perto? Você pode ter hipermetropia!

O que causam as doenças da retina

Existe o fator genético em cena, que pode contribuir grandemente para o surgimento delas. No entanto, existem outras causas:

  • Idade acima de 50 anos;
  • Histórico familiar; 
  • Pessoas com pele e olhos claros;
  • Exposição solar excessiva;
  • Fumantes;
  • Pessoas com diabetes.

Sintomas de problemas na retina

  • Perda progressiva da visão central;
  • Linhas retas parecem distorcidas, embaçadas ou ausentes,
  • Visão borrada,
  • Diminuição da sensibilidade ao contraste de luz;
  • Alteração na aparência das cores.

As 3 doenças da retina mais comuns

algumas doenças na retina são bem comuns, veja!

As doenças da retina não causam cegueira do dia para a noite. Os sintomas citados começam tímidos e vão progredindo. Uma vez que a doença está instalada, não há cura. Portanto, quanto mais precoce vier o diagnóstico, melhores as chances de estabilização.

Retinopatia diabética

Diabéticos precisam fazer o monitoramento rigoroso da saúde dos olhos, pois é uma doença que pode causar cegueira. Você pode encontrar mais informações sobre a retinopatia diabética aqui

Descolamento da retina tracional

Quando cicatrizes são formadas no vítreo e na retina e evoluem para o descolamento. 

Degeneração Macular Relacionada à Idade – DMRI

A área central da retina, chamada de mácula, é afetada, causando baixa de visão. Pessoas com mais de 50 anos têm mais chance de desenvolver a DMRI, que pode ser de dois tipos:

  1. Seca ou atrófica: responsável por cerca de 90% da totalidade dos casos e é a forma mais leve da doença. Neste tipo de DMRI, a degeneração, chamada de drusa, é localizada na região central da retina e evolui para um atrofiamento, causando a perda da visão.
  2. Úmida ou exsudativa: é a forma grave da DMRI. Nela, novos vasos sanguíneos se formam sob a retina, mas são finos, frágeis e defeituosos, chamados de membrana neovascular sub retiniana. O rompimento deles causa a perda irreversível da visão.

Tratamento para problemas na retina

O Julia Herrera Hospital de Olhos conta com as soluções mais modernas para tratamentos oculares. E para isso, dispõe de uma equipe de médicos altamente especializados e equipamentos de tecnologia sofisticada.

Os benefícios? No Julia Herrera os tratamentos são menos destrutivos e mais regenerativos, com resultados eficazes para uma pronta recuperação. 

Outras soluções:

  • Melhorar o estilo de vida: na alimentação e no esporte; 
  • Medicamentos antioxidantes;
  • Estimulação a laser MicroPulse;
  • Terapia Antiangiogênica. 

Este conteúdo foi útil para você? No artigo, você viu que as doenças da retina têm tratamento. E é no Julia Herrera que você vai encontrar os tratamentos oftalmológicos mais modernos.

Para agendar uma consulta é só clicar no banner abaixo:

 

Escreva um comentário