• R: Salvador, 440, Ed. Soberane - Torre Corporate, 11º andar- Adrianópolis
  • Av. Coronel Teixeira, 6225 | Britannia Park Offices | 6o andar | sala 603 | Ponta Negra (Em breve)
  • (92) 3233-5555, (92) 98118-1168
  • Seg a sex: 12:30h às 20h Sáb 08:00 às 12h e 13:00 às 17h

Blog

Entenda o que é, quais as causas e os sintomas iniciais do glaucoma

sintomas iniciais do glaucoma

Você sabe quais os sintomas iniciais do Glaucoma? O Dr. Roberto Mascato, membro da equipe de médicos do Julia Herrera,  responde todas as principais questões sobre a doença.  Continue a leitura para saber mais!

  1. O que é Glaucoma?

O Glaucoma é uma doença ocular, causada principalmente pela elevação da pressão intraocular que provoca lesões no nervo ótico e, como consequência, causa o comprometimento visual. Se não for tratado adequadamente, o glaucoma pode levar a perda total da visão.

  1. O que causa o aumento da pressão nos olhos?

Dentro do olho há um líquido transparente, chamado de humor aquoso, que banha e alimenta todas as estruturas do órgão. Ele é eliminado por uma espécie de ralo chamado de Canal de Schlemm. 

Quando esse tubo fica entupido, o líquido se acumula no olho. Isso provoca o aumento da sua pressão interna, o que comprime os vasos sanguíneos. Esse processo resulta em danos no nervo óptico e nas células da retina, ocasionando desde sintomas mais leves até a perda da visão.

  1. Quais os primeiros sintomas da doença?

Em primeiro instante a doença é assintomática. Já na forma aguda, os sintomas mais comuns são a dor ocular intensa, baixa da visão, observação de halos coloridos em torno da luz, náusea e vômito.

  1. Qual faixa etária mais é atingida pelo glaucoma?

Em geral, a doença costuma se desenvolver em pessoas com mais de 40 anos, mas pode ocorrer em qualquer faixa de etária, dependendo da situação que provocou o aumento da pressão intraocular. 

  1. O glaucoma é uma doença hereditária?

A principal causa do Glaucoma é a pressão intraocular elevada, mas existem outros fatores que favorecem o surgimento da doença, dentre eles, o histórico familiar. 

Se houver casos pregressos na família é importante que o paciente se consulte com mais frequência com um oftalmologista. Desta forma é possível acompanhar a saúde ocular e detectar qualquer doença de forma precoce.

  1. Como a doença costuma evoluir?

Em termos gerais, o desenvolvimento do glaucoma costuma ser lento, entretanto, se não for corretamente leva o paciente à cegueira. 

  1. Como o glaucoma se desenvolve e afeta as crianças?

A doença também pode acometer crianças, embora elas não manifestem nenhum tipo de sintoma. 

As crianças podem vir a apresentar glaucoma congênito de evolução tardia, que acontece nos primeiros anos de vida.  Ou glaucoma juvenil que surge geralmente aos quatro ou cinco anos de idade. Mesmo mesmo que não haja nenhum sintoma, as crianças também podem sofrer danos no nervo óptico.

  1. Quais os tipos de glaucoma?

Glaucomas primários: ângulo aberto  e ângulo fechado; Glaucomas secundários:  ângulo aberto e ângulo fechado e Glaucomas congênitos.

Leia sobre os tipos de glaucomas com mais detalhes: Tipos de glaucoma: veja os níveis de gravidade da doença

  1. Quais as formas de diagnóstico?

A melhor forma de identificar o Glaucoma é através da consulta de rotina com o seu oftalmologista, pois em geral os casos da doença não apresentam sintomas. 

Além disso, há exames oftalmológicos específicos como: Retinografia digital em 3D do nervo óptico, Campo Visual Automatizado, Tomografia de Coerência Óptica e Angiografia.

  1. Como acontece o tratamento?

Medicamentos, colírios hipotensores são a base do tratamento, mas ainda existem outras opções, como: 

  • Cirurgia a laser (MLT Yellow) que traz a possibilidade de diminuir e até mesmo tornar dispensável o uso de colírios;
  • Terapia indolor que regenera o trabeculado, primeira escolha de tratamento para alguns casos de glaucoma;
  • Implante de Válvula para drenagem do líquido intra ocular; 
  • Cirurgia convencional de Trabeculectomia e Endolaser.
  1. Existe formas de prevenção?

A melhor forma de prevenção contra o glaucoma é diagnosticar e tratar a doença precocemente. Todos os tipos de Glaucoma precisam ser identificados e devidamente tratados antes que causem males definitivos à visão. Não ignore os sintomas e procure atendimento médico ao primeiro sinal de que a pressão ocular não está normal.

Viu como é importante ficar atento aos sinais iniciais do Glaucoma? Só assim você garante que a doença não progrida a um nível irreversível! 

O Julia Herrera Hospital dos Olhos é referência na realização de procedimentos de alta complexidade há mais de 25 anos. Agende sua consulta de rotina conosco e cuide bem da saúde dos seus olhos. 

Clique aqui para realizar o agendamento. 

Escreva um comentário