• Rua Tapajós, 645/655. Centro, Manaus/AM
  • (92) 3233-5555, (92) 98118-1168
  • Seg a sex: 12:30h às 19h Sáb 08:00 às 12h e 13:00 às 17h

Blog

Tipos de glaucoma: veja os níveis de gravidade da doença

Tipos de glaucoma: conheça as formas que essa doença pode se apresentar nos seus olhos

Os diversos diversos tipos de glaucoma são enfermidades que não tem cura, mas possuem tratamento e podem ser controladas. Assim prejuízos definitivos e mais graves à visão são evitados.

Neste artigo você vai ler mais sobre o que é e quais os tipos de glaucoma. Pronto? Vamos lá!

O que é glaucoma?

O glaucoma é um problema ocular caracterizado pelo aumento da pressão intraocular. Ele atinge o nervo óptico, que passa a não conseguir enviar os estímulos ao cérebro, fazendo com que as imagens não sejam formadas.

Veja agora os diversos tipos de glaucoma

1. Ângulo aberto

O tipo de glaucoma mais comum é o de ângulo aberto. Ele é causado por uma progressão lenta da obstrução dos canais de drenagem do olho. Isso provoca o aumento da pressão intraocular.

Também pode receber o nome de primário ou crônico. É importante que o diagnóstico seja feito o quanto antes, para evitar que a doença progrida.

No início, o glaucoma de ângulo aberto não apresenta sintomas, mas a compressão progressiva do nervo óptico faz com que a doença avance até se tornar irreversível se não for tratada.

Leia também
Início de conjuntivite é alerta ao coronavírus. Entenda!
Cuidados com os olhos: como evitar o contágio do coronavírus?

2. Ângulo fechado

O ângulo fechado é um tipo de glaucoma menos comum. Nele a pressão do olho aumenta de forma abrupta. Isso acontece porque a saída de humor aquoso é bloqueada repentinamente, causando sintomas prontamente e exigindo cuidados urgentes.

Caso não seja tratado maneira rápida, o glaucoma de ângulo fechado pode causar a perda definitiva e irreversível da visão.

Os sintomas, em geral, são fortes dores de cabeça, sensação de pressão intensa nos olhos e perda repentina de visão. Caso sinta algum desses sintomas, não os ignore e procure atendimento médico.

Alguns pacientes precisam passar por procedimentos mais complexos, para permitir o escoamento do líquido do canal ocular, aliviando a pressão no nervo ótico.

3. Glaucoma secundário

Os tipos de glaucoma têm, normalmente, fatores hereditários que tornam possível o desenvolvimento da doença. Mas o secundário acontece por conta de fatores externos.

Um fator que pode ser determinante é uma reação adversa ao uso de determinado medicamento. Caso o escoamento do humor vítreo seja prejudicado, aumentando a pressão intraocular continuamente, a enfermidade pode se desenvolver.

Outras causas também são possíveis, como o diabetes e cirurgias oculares mal executadas.

4. Glaucoma congênito

O tipo de glaucoma congênito é o menos comum de acontecer, mas é possível. Caso haja o aumento da pressão intraocular durante a formação do feto, a criança pode já nascer com a doença.

O diagnóstico deve acontecer o mais cedo possível, e pode ser feito através do teste do olhinho. A criança tem tendência a lacrimejar mais do que o normal, apresentar fotossensibilidade e aumento do globo ocular.

Em alguns casos, o realizamento de uma cirurgia precoce pode proporcionar aumento na qualidade da visão e consequentemente a qualidade de vida.

Você já conhecia os tipos de glaucoma? Todos precisam ser identificados e devidamente tratados antes que causam prejuízos definitivos à visão. Não ignore os sintomas e procure atendimento médico ao primeiro sinal de que a pressão ocular está anormal. O Julia Herrera Hospital de Olhos é referência no tratamento de doenças oculares. Oferecemos todos os tipos de exames para diagnóstico e tratamento de média e alta complexidade. Clique aqui e agende hoje mesmo a sua consulta!

Leia também sobre exames de rotina: Exames de vista: quais avaliações não podem faltar na sua rotina?

Escreva um comentário