• R: Salvador, 440, Ed. Soberane - Torre Corporate, 11º andar- Adrianópolis
  • Av. Coronel Teixeira, 6225 | Britannia Park Offices | 6o andar | sala 603 | Ponta Negra (Em breve)
  • (92) 3233-5555, (92) 98118-1168
  • Seg a Sex: 13h às 20h30 Sáb: 08h às 12h

Blog

Não consegue enxergar de perto? Você pode ter hipermetropia!

A hipermetropia é uma condição nos olhos que dificulta a visão de objetos mais próximos aos olhos

Você sente dor de cabeça depois de ler por algum tempo? Tem uma sensação de peso ao redor dos olhos ou eles ficam lacrimejantes e vermelhos com frequência? A totalidade destes sintomas ou mesmo apenas um deles pode ser hipermetropia, uma condição que torna difícil enxergar de perto.

Leia nosso artigo de hoje para saber mais sobre a hipermetropia, como ela se manifesta, o diagnóstico e o tratamento. Vamos começar?

Conteúdo relacionado que pode interessar:

– Saiba como é e para quem serve a cirurgia ocular 3D

Quando é difícil enxergar de perto

se você não consegue enxergar de perto, o melhor a fazer é buscar um oftalmologista para uma consulta

A primeira coisa que deve ser feita é procurar um centro especializado, como o Julia Herrera Hospital de Olhos, para investigar e tratar qualquer problema relacionado à visão, além de fazer um check-up ocular para ter um panorama da saúde dos olhos.

Mas até chegar a essa decisão, alguns sinais podem ser identificados por você mesmo e é sobre eles que nós vamos falar agora.

Apenas ter a dificuldade para enxergar de perto não significa, automaticamente, que o problema é hipermetropia. A luz que entra nas pupilas não foca de modo correto na retina, por isso o esforço para conseguir ver algo. Daí os objetos próximos ficam embaçados, enquanto que os objetos distantes podem ser avistados ou lidos com facilidade.

Sintomas da hipermetropia

  • Grande esforço para enxergar de perto;
  • Fadiga visual;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Sensação de peso ou dor ao redor dos olhos;
  • Ardência nos olhos;
  • Vermelhidão ou lacrimejamento;
  • Dificuldade de concentração;
  • Náuseas, em alguns casos.

Diagnóstico e tratamento

A hipermetropia, assim como a miopia e o astigmatismo, é uma doença refrativa – ligada à refração da luz na retina – e tem origem genética. Então, se no histórico familiar os pais ou avós têm essas condições, não há como evitar que elas se manifestem em algum momento da vida.

A boa notícia é que o diagnóstico é fácil, com exames simples no consultório oftalmológico, assim como o tratamento.

O uso de óculos e lentes de contato são as alternativas mais indicadas para tratar a dificuldade para enxergar de perto. Intervenção cirúrgica pode ser indicada dependendo da avaliação médica.

Quando falamos de hipermetropia, nem sempre a cirurgia refrativa vai impedir o uso de óculos ou lentes. Por ser uma condição anatômica, o próprio formato do olho, por ser mais curto, faz com que a refração seja afetada. No entanto, é uma condição que, com os cuidados necessários, é de fácil convivência no dia a dia.

Gostou do conteúdo? No artigo, você viu que o problema para enxergar de perto pode ser hipermetropia e que ele pode ser facilmente resolvido com o time de especialistas aqui do Julia Herrera. Clique aqui para agendar uma consulta.

Quais os problemas comuns de visão para quem já passou dos 40

Escreva um comentário